Victor Bernardo coloca o Brasil na decisão do Pipe Invitational

O paulista Victor Bernardo, 19 anos, colocou o Brasil na decisão do Pipe Invitational, mas perdeu a disputa final pelas duas vagas de convidados para o Billabong Pipe Masters em memória a Andy Irons no Havaí. Elas ficaram com Finn McGill, de apenas 16 anos de idade, e o veterano Gavin Beschen, 40, com o também havaiano Joshua Moniz, 20, ficando em terceiro lugar e o brasileiro em quarto. Outros dois surfistas entraram direto no evento principal, o havaiano Bruce Irons e o português Frederico Morais, novidade no CT de 2017 que lidera o ranking da Tríplice Coroa Havaiana com dois vice-campeonatos nos QS 10000 de Haleiwa e Sunset Beach.

Finn McGill (Foto: Tony Heff - WSL)
Finn McGill (Foto: Tony Heff – WSL)

A triagem foi disputada na segunda-feira de ondas de 4-6 pés em Pipeline e Backdoor. Os 32 surfistas convidados pela Billabong, 28 deles do Havaí, para disputar as duas últimas vagas para a etapa final do Samsung Galaxy World Surf League Championship Tour 2016, tiveram que esperar desde quinta-feira passada para competir. Isso porque as ondas estavam muito pequenas desde o início do período de realização do Billabong Pipe Masters, que vai até o dia 20 no Havaí.

Na decisão do Pipe Invitational não tiveram muitas ondas boas e o havaiano Finn McGill surfou praticamente os três únicos tubos que entraram na bateria, dois nas esquerdas de Pipeline e um nas direitas do Backdoor. O melhor deles foi em Pipeline que valeu nota 8,60 e a vitória por 13,93 pontos. Os outros três finalistas só pegaram ondas que fecharam rápido ou não abriram os tubos. O veterano Gavin Beschen acabou ficando com a segunda vaga por apenas 6,10 pontos, somando notas 3,17 e 2,93. Com elas, superou os apenas 5,07 pontos de Joshua Moniz e os 4,16 das duas ondas computadas por Victor Bernardo.

Mesmo assim, o guarujaense honrou o único convite do seu patrocinador para um brasileiro participar da triagem esse ano. Vitinho disputou quatro baterias no maior palco do esporte na segunda-feira e despachou seis surfistas no caminho até a final do Pipe Invitational, sempre passando em segundo lugar nas baterias. Ele já estreou contra três havaianos e passou junto com Gavin Beschen, eliminando Eli Olson e Myles Padaca. Depois barrou mais dois, Chris Foster e Keoni Yan, na vitória do australiano Jack Robinson com os recordes do dia, nota 9,0 e 17,33 pontos. E na semifinal, Gavin Beschen ganhou de novo e Victor Bernardo superou o próprio Jack Robinson e mais um havaiano, Cody Young.

Victor Bernardo na semifinal (Foto: Tony Heff - WSL)
Victor Bernardo na semifinal (Foto: Tony Heff – WSL)

O campeão do Pipe Invitational, Finn McGill, faturou 10.000 dólares pela vitória, Gavin Beschen ganhou 8.000 dólares e a última vaga para o Billabong Pipe Masters em memória a Andy Irons, Joshua Moniz levou 6.000 dólares pelo terceiro lugar e Victor Bernardo ficou com 5.000 dólares. O curioso é que Gavin Beschen nem estava na lista inicial da triagem. Ele só entrou porque o top do CT, Matt Banting, da Austrália, cancelou sua participação e o havaiano Bruce Irons ficou com sua vaga, deixando a dele na triagem para Beschen.

PRÓXIMA CHAMADA – Agora a expectativa fica para o início do Billabong Pipe Masters, com a primeira chamada da terça-feira sendo marcada para as 7h30 no Havaí, 15h30 pelo fuso horário de Brasília. O Brasil terá um desfalque nesta última etapa, o catarinense Alejo Muniz, que já está fora da elite do ano que vem, assim como o paulista Alex Ribeiro. Os outros oito estão garantindo suas permanências no grupo dos top-34 que vai disputar o título mundial de 2017 e o pernambucano Ian Gouveia é a novidade já confirmada na “seleção brasileira” pelo ranking do QS.

O baiano Bino Lopes pode ser a outra, dependendo do resultado do Pipe Masters, caso dois surfistas que estão fora dos 22 primeiros colocados no CT que são mantidos na elite e classificados pelo ranking de acesso, entrem na lista principal em Pipeline, como o norte-americano Kanoa Igarashi em 24.o lugar e o potiguar Jadson André em 25.o, por exemplo. Já os paulistas Wiggolly Dantas na vigésima posição e Miguel Pupo na 21.a, têm suas vagas ameaçadas e terão que confirmar suas permanências no último desafio do ano no Havaí.

O Billabong Pipe Masters em memória a Andy Irons é transmitido ao vivo do Havaí pelo www.worldsurfleague.com com divulgação também pelos parceiros de mídia da World Surf League: ESPN+, Globosat e Sportv no Brasil, Fox Sports da Austrália, CBS Sports dos Estados Unidos, Edgesport, Sky NZ, Canal + Deportes, Channel Nine, MCS, Starhub e Oceanic Time Warner Cable 250 & 1250 no Havaí.

Gavin Beschen (Foto: Tony Heff - WSL)
Gavin Beschen (Foto: Tony Heff – WSL)

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL realiza os melhores campeonatos do mundo desde 1976, que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Samsung Galaxy Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL já possui uma enorme legião de fãs apaixonados em todo o planeta que acompanha as performances dos melhores surfistas do mundo, como Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Kelly Slater, Stephanie Gilmore, Greg Long, Makua Rothman, Carissa Moore, entre outros, competindo no mais imprevisível e dinâmico campo de jogo entre todos os esportes no mundo, que é o mar.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

BILLABONG PIPE MASTERS – Vitória=Terceira Fase e 2.o e 3.o=Segunda Fase:

1.a: Julian Wilson (AUS), Wiggolly Dantas (BRA), Ryan Callinan (AUS)

2.a: Kolohe Andino (EUA), Miguel Pupo (BRA), Bede Durbidge (AUS)

3.a: Matt Wilkinson (AUS), Nat Young (EUA), Frederico Morais (PRT)

4.a: Jordy Smith (AFR), Keanu Asing (HAV), Finn McGill (HAV)

5.a: Gabriel Medina (BRA), Kanoa Igarashi (EUA), Bruce Irons (HAV)

6.a: John John Florence (HAV), Jadson André (BRA), Gavin Beschen (EUA)

7.a: Adriano de Souza (BRA), Conner Coffin (EUA), Alex Ribeiro (BRA)

8.a: Joel Parkinson (AUS), Stu Kennedy (AUS), Jeremy Flores (FRA)

9.a: Filipe Toledo (BRA), Josh Kerr (AUS), Adam Melling (AUS)

10: Kelly Slater (EUA), Caio Ibelli (BRA), Kai Otton (AUS)

11: Sebastian Zietz (HAV), Italo Ferreira (BRA), Jack Freestone (AUS)

12: Adrian Buchan (AUS), Michel Bourez (TAH), Davey Cathels (AUS)

PIPE INVITATIONAL – triagem valendo duas vagas para o BILLABONG PIPE MASTERS:

Campeão: Finn McGill (HAV) por 13,93 pontos (8,60+5,33) – US$ 10.000 de prêmio

Vice-campeão: Gavin Beschen (HAV) com 6,10 pontos (3,17+2,93) – US$ 8.000

Terceiro lugar: Joshua Moniz (HAV) com 5,07 pontos (3,07+2,00) – US$ 6.000

Quarto lugar: Victor Bernardo (BRA) com 4,16 pontos (2,83+1,33) – US$ 5.000

SEMIFINAIS DO PIPE INVITATIONAL – 3.o=5.o lugar e 4.o=7.o lugar:

1.a: 1-Gavin Beschen (HAV), 2-Victor Bernardo (BRA), 3-Jack Robinson (AUS), 4-Cody Young (HAV)

2.a: 1-Joshua Moniz (HAV), 2-Finn McGill (HAV), 3-Nathan Florence (HAV), 4-Ezekiel Lau (HAV)

QUARTAS DE FINAL DO PIPE INVITATIONAL – 3.o=9.o lugar e 4.o=13.o lugar:

1.a: 1-Jack Robinson (AUS), 2-Victor Bernardo (BRA), 3-Chris Foster (HAV), 4-Keoni Yan (HAV)

2.a: 1-Cody Young (HAV), 2-Gavin Beschen (HAV), 3-Tanner Hendrickson (HAV), 4-Kalani Chapman (HAV)

3.a: 1-Joshua Moniz (HAV), 2-Finn McGill (HAV), 3-Koa Smith (HAV), 4-Jamie O´Brien (HAV)

4.a: 1-Nathan Florence (HAV), 2-Ezekiel Lau (HAV), 3-Kaimana Jaquias (HAV), 4-Seth Moniz (HAV)

PRIMEIRA FASE DO PIPE INVITATIONAL – 3.o=17.o lugar e 4.o=25.o lugar:

1.a: 1-Keoni Yan (HAV), 2-Kalani Chapman (HAV), 3-Reef McIntosh (HAV), 4-Makai McNamara (HAV)

2.a: 1-Jack Robinson (AUS), 2-Cody Young (HAV), 3-Billy Kemper (HAV), 4-Eala Stewart (HAV)

3.a: 1-Gavin Beschen (HAV), 2-Victor Bernardo (BRA), 3-Eli Olson (HAV), 4-Myles Padaca (HAV)

4.a: 1-Tanner Hendrickson (HAV), 2-Chris Foster (HAV), 3-Griffin Colapinto (EUA), 4-Takayuki Wakita (JPN)

5.a: 1-Jamie O´Brien (HAV), 2-Ezekiel Lau (HAV), 3-Mikey Bruneau (HAV), 4-Kaito Kino (HAV)

6.a: 1-Koa Smith (HAV), 2-Kaimana Jaquias (HAV), 3-Kai Mana Henry (HAV), 4-Kiron Jabour (HAV)

7.a: 1-Nathan Florence (HAV), 2-Joshua Moniz (HAV), 3-Mason Ho (HAV), 4-Noa Mizuno (HAV)

8.a: 1-Seth Moniz (HAV), 2-Finn McGill (HAV), 3-Torrey Meister (HAV), 4-Gavin Gillette (HAV)

 

Related posts