Samu Team Brazil quer novo recorde nos 75 km do 14º Desafio Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoas Havaianas


Samu Team Brazil quer novo recorde nos 75 km do 14º Desafio

Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoas Havaianas neste sábado

LARGADA SERÁ ÀS 10 HORAS NA PRAIA DA APARECIDA, EM SANTOS

 

Bicampeã em 2012 e 2013, quando garantiu o recorde em incríveis 5 horas, 52 minutos 03 segundos nos 75 km de remada, a Samu Team Brazil quer superar a própria marca no 14º Desafio Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoas Havaianas. A equipe paulistana é uma das grandes forças na prova deste sábado (4), com largada na Praia da Aparecida em Santos, às 10 horas.

Serão nada menos que 31 canoas, garantindo o título de a maior prova do Continente no gênero, e os bicampeões sabem que não terão tarefa fácil. Mesmo com resultados importantes, como o bicampeonato na Liberty Challenge em Nova Iorque, o vice mundial de Sprint e o hexacampeonato brasileiro. “A expectativa é de fazer uma prova segura e colocar a melhor remada para um bom resultado. A formação está muito boa e buscaremos a vitória e, se possível, o novo recorde”, diz Sérgio Prieto, um dos mais experientes do time.

“Este ano será bem disputado, muitas equipes boas e experientes estarão atrás da vitória e isso nos faz entrar mais concentrados para não cometer erros. A Volta à Ilha de Santo Amaro tem a característica de ser uma prova de detalhes e uma boa estratégia entre canoa e barco de apoio faz toda a diferença para um bom resultado”, acrescenta Serginho.

O time compete sábado com nomes de ponta nas remadas como Rafael Leão, um dos mais experientes atletas na modalidade, os ícones do stand up paddle, Paulo dos Reis, o Paulão e Luiz Guida, o Animal, bem como Alan Reynol e Dave Macknight, todos com grande vivência em provas internacionais, inclusive a tradicional e emblemática Molokai to Oahu, no Havaí, onde já se consagraram como top 10, outro grande resultado dos representantes brasileiros.

“A formação com os oito oficiais e um convidado, o Rafael Santa Creu, que remou a Molokai Hoe 2016 com a gente”, ressalta o remador, que também terá na formação Murilo Pinheiro e Vinicius Sanches. “Nosso foco está no Mundial de junho no Taiti, a Samu usará provas nacionais como treino e para fortalecer a união e conjunto da equipe”, complementa.

Com trechos de mar, inclusive com ondulação, e de rio, no Canal de Bertioga e no Porto de Santos, a prova é marcada pela união da força, resistência e estratégia. Cada equipe é formada por nove atletas, seis remando e três revezando, no barco de apoio, que acompanha de perto a canoa em todo o percurso. Feita no sentindo anti-horário na Ilha de Santo Amaro, onde fica Guarujá, a prova tem a primeira metade no mar, depois segue pelo Canal de Bertioga e Porto, para terminar novamente na Praia da Aparecida.

O 14º Desafio Volta à Ilha de Santo Amaro de Canoas Havaianas tem os patrocínios de Caiaques Opium Hightec, Onbongo e Embraport. Apoios: Prefeitura Municipal de Santos/Semes, Promifae, Probiótica, Sabesp, FMA Notícias, 98 FM, Panificadora Rainha da Barra, Capitania dos Portos, Praticagem e Corpo de Bombeiros. Organização da Canoa Brasil, com supervisão da Abracha – Associação Brasileira de Canoa Havaiana.

CRÉDITO DAS FOTOS: DOUGLAS MOREIRA/FISHEYE IMAGES