Maresia Paulista de Surf Profissional tem abertura confirmada para Ubatuba


Maresia Paulista de Surf Profissional tem abertura confirmada para Ubatuba

ETAPA ESTÁ MARCADA PARA OS DIAS 22 E 23 DE ABRIL E INSCRIÇÕES JÁ PODEM SER FEITAS

A abertura do principal e mais tradicional título regional do surf brasileiro já tem data e local marcados. A 1ª etapa do Maresia Paulista de Surf Profissional será disputada nos dias 22 e 23 de abril, na Praia de Itamambuca, em Ubatuba. A competição distribuirá R$ 30 mil de premiação, sendo R$ 8 mil ao vencedor.

As inscrições já estão abertas e devem ser feitas pelo e-mail:inscricao@fpsurf.com.br, com pagamento em dinheiro no local do evento, antes da participação do atleta em sua bateria. Na mensagem, o surfista deve mencionar o nome de competição, se é PRO (profissional) ou AMA (amador) e o estado onde mora, aguardando a resposta da Federação Paulista de Surf.

“A inscrição só terá validade após a confirmação por e-mail”, afirma o presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério, destacando a renovação da parceria com a Maresia pelo 11º ano consecutivo. “Sem dúvida, é uma marca que tem identidade com o surf. São 11 anos patrocinando o Circuito Paulista, que tem muita tradição, muita história. Essa longevidade também mostra que fazemos um bom trabalho, até porque nossa preocupação é o surfista”, fala.

A taxa de inscrição é de R$ 240,00 para os atletas de São Paulo e R$ 230,00 para competidores de outros estados. Até o próximo dia 28, as adesões são exclusivas para surfistas profissionais do Estado de São Paulo. A partir do dia 29, poderão se inscrever os profissionais de todo o País.

As vagas remanescentes serão liberadas para amadores do dia 10 até o dia 15 de abril, mas a Federação Paulista avisa que as inscrições podem ser encerradas se o limite de 96 atletas for atingido. “Como o evento será realizado no Feriadão de Tiradentes, podemos realizar as disputas na sexta-feira, dia 21, e sábado, se as condições do mar estiverem propícias. Vamos priorizar a qualidade das ondas, beneficiando os atletas”, avisa Silvério.

O Circuito Paulista de Surf Profissional é o mais tradicional do País. A edição inicial foi realizada em 1980, com o santista Almir Salazar campeão. O surfista, inclusive, é o único tetracampeão. Outro atleta de Santos, Jair de Oliveira, é tricampeão. Nomes conhecidos já ergueram a taça, como Picuruta Salazar, Jojó de Olivença, Tinguinha Lima, Renan Rocha, Hizunomê Bettero, Renato Galvão e Wiggolly Dantas, que hoje figura na elite mundial.

No ano passado, na décima edição com o patrocínio da Maresia, o paranaensePeterson Crisanto venceu as três etapas, fato inédito até então. Magno Pacheco, de Guarujá, terminou o ranking em quarto lugar, como melhor competidor do Estado, sendo declarado campeão paulista. 

 

RANKING FINAL DO MARESIA PAULISTA 2016 – APÓS 3 ETAPAS

1 Peterson Crisanto – PR – 3.000

2 Jihad Kohdr – PR – 2.085

3 Raoni Monteiro – RJ – 1.590

4 Magno Pacheco – Guarujá – 1.490 (campeão paulista)

5 Geovane Ferreira – Ubatuba – 1.405

6 Alandreson Martins – RJ -1.370

7 José Francisco – PB – 1.350

8 Renan Pulga – São Sebastião – 1.280

9 Odirlei Coutinho Ubatuba – 1.260

9 Leandro Bastos – RJ – 1.260

11 Gustavo Ribeiro – Itanhaém – 1.250

12 Artur Aguiar – Ubatuba – 1.220

12 Gilmar Silva – Guarujá – 1.220

14 Lucas Santos – Ubatuba – 1.210

14 Gabriel André – Guarujá – 1.210

16 Cainã Barletta – SC – 1.200

 

TODOS OS CAMPEÕES DO CIRCUITO PAULISTA

2016 – Peterson Crisanto/PR (campeão paulista: Magno Pacheco/Guarujá)

2015 – Thiago Camarão/São Sebastião

2014 – Wiggolly Dantas/Ubatuba

2013 – Bruno Galini/BA (campeão paulista: Odirlei Coutinho/Ubatuba)

2012 – Ricardo Ferreira/Praia Grande

2011 – Hizunomê Bettero/Ubatuba

2010 – Matheus Toledo/Ubatuba

2009 – Ricardo Ferreira/Praia Grande

2008 – Saulo Júnior/Ubatuba

2007 – Renato Galvão/Ubatuba

2006 – Bruno Moreira/Praia Grande

2005 – Hizunomê Bettero/Ubatuba

2004 – Simão Romão/RJ (campeão paulista: Beto Fernandes/Praia Grande)

2003 – Odirlei Coutinho/Ubatuba

2002 – Renato Galvão/Ubatuba

2000 – Maicon Rosa/Guarujá

1999 – Tadeu Pereira/Ubatuba

1998 – Jair de Oliveira/Santos

1997 – Jair de Oliveira/Santos

1996 – Joca Júnior/RN (campeão paulista: Tinguinha Lima/Guarujá)

1995 – Narciso Oliveira/Ubatuba

1994 – Jair de Oliveira/Santos

1993 – Jojó de Olivença/Guarujá

1992 – Tinguinha Lima/Guarujá

1991 – Renan Rocha/São Paulo

1990 – Douglas Lima/Santos

1989 – Picuruta Salazar/Santos

1988 – Amaro Matos/Guarujá

1987 – Almir Salazar/Santos

1986 – Almir Salazar/Santos

1985/84 – Paulo Rabelo/Guarujá

1983/82 – Almir Salazar/Santos

1981/80 – Almir Salazar/Santos