Check Tem Onda


Vejas as condições das ondas região através de gráficos atualizados diariamente.
Acesse e go surf !



Santos e São Vicente

Praia Grande

Tombo – Guarujá

TÁBUA DE MARÉS – Santos




Texto do gráfico

Maré:

O momento em que as ondas são mais intensas geralmente ocorre durante a troca de marés, ou seja, durante a enchente e a vazante. Foi pensando nisso que marcas como, por exemplo, a Quiksilver desenvolveram relógios com o sistema de tábua de maré, capazes de informar os períodos de enchente e vazante de mais de 300 praias do mundo.

Direção:

Tempestades em alto mar geram ondulações em várias direções. Sempre que você abrir um gráfico de previsão de ondas, vai encontrar lá um tópico chamado altura total, que é a soma de todas as ondulações que atingirão a costa.

Para ter mais precisão sobre a qualidade do swell é importante saber qual a direção em que essas ondulações chegarão à costa. A direção varia de acordo com o vento da área da tempestade e com o relevo submarino de cada praia, ou seja, cada pico tem sua característica própria e cabe ao surfista analisar as condições. Todavia, para deixar mais fácil, a direção perfeita é sempre a que o swell vem de frente.

Vento:

O vento é outro ponto importante para ser analisado na previsão de ondas. É o vento que esculpe as ondas e, às vezes, dá uma ajudinha para elas formarem tubos. Para alguns surfistas experientes, o melhor vento é o terral de intensidade fraca a moderada, ou seja, o vento terral de 5 a 10 nós. Já o vento maral deixa o mar mais agitado e faz as ondas quebrarem de forma irregular, porém, se o vento maral sofrer influência lateral, ele será uma boa ajuda para a execução de aéreos.

Período:

É o intervalo de tempo entre uma onda e outra e é uma das variáveis mais importantes da previsão de ondas, já que indica, entre outros aspectos, a velocidade e o tamanho das ondas.

Quando o período é curto, de 7 ou 8 segundos, as ondas não formam muito bem e, nesse caso, as séries não são muito boas. À medida que o período aumenta, as ondas tendem a alinhar-se melhor e formar boas séries. No Brasil o período médio das ondas é de 10 segundos, o que pode ser considerado bom. Para todos os casos, como já dissemos, o mar não é uma ciência exata e, às vezes, um longo período pode acarretar ondas ruins. Portanto, a melhor coisa a se fazer é analisar e aprender como são as características de cada pico.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a previsão de ondas, como entendê-la, já pode preparar-se para suas sessions de surf com mais qualidade e economia, pois além de tudo corre menos risco de perder viagem.

fonte do texto site http://www.hiperativos.com.br/